Campo Grande / MS Segunda-feira, 27 de Setembro de 2021

Escolha sua cidade

Campo Grande Água Clara Alcinópolis Amambai Anastácio Anaurilândia Angélica Antônio João Aparecida do Taboado Aquidauana Aral Moreira Bandeirantes Bataguassu Batayporã Bela Vista Bodoquena Bonito Brasilândia Caarapó Camapuã Caracol Cassilândia Chapadão do Sul Corguinho Coronel Sapucaia Corumbá Costa Rica Coxim Deodápolis Dois Irmão do Buriti Douradina Dourados Eldorado Fátima do Sul Figueirão Glória de Dourados Guia Lopes da Laguna Iguatemi Inocência Itaporã Itaquiraí Ivinhema Japorã Jaraguari Jardim Jateí Juti Ladário Laguna Carapã Maracaju Miranda Mundo Novo Naviraí Nioaque Nova Alvorada do Sul Nova Andradina Novo Horizonte do Sul Paraíso das Águas Paranaíba Paranhos Pedro Gomes Ponta Porã Porto Murtinho Ribas do Rio Pardo Rio Brilhante Rio Negro Rio Verde de Mato Grosso Rochedo Santa Rita do Pardo São Gabriel do Oeste Selvíria Sete Quedas Sidrolândia Sonora Tacuru Taquarussu Terenos Três Lagoas Vicentina

Notícias / Internacional

05.11.2019 às 10:01 - Atualizada em 07.11.2019 às 08:40

Mulheres e crianças mórmons são mortas em emboscada no México

redação Metrópoles

Ao menos três mulheres e seis crianças, cidadãs dos Estados Unidos, foram assassinadas por um grupo de homens armados a caminho de um casamento mórmon. Segundo informações do jornal Daily Mail, as vítimas eram de uma importante comunidade mórmon americana instalada no norte do México há mais de um século. Os líderes da comunidade denunciaram o massacre.
 

O líder mórmon e ativista Julián Lebarón declarou à imprensa mexicana que os bandidos agem na região de Rancho de la Mora, na divisa entre os estados de Sonora e Chihuahua, na fronteira com os EUA. Na emboscada, ele perdeu a prima, Rhonita Maria LeBaron, e quatro sobrinhos.

Ele relata que a mulher seguia com o marido e os filhos quando foram abordados. “Atiraram e queimaram sua caminhonete. Foi um massacre”, comentou ele. Os corpos foram encontrados carbonizados.

Os criminosos sequestraram outras duas caminhonetes que eram conduzidas por mulheres. Cerca de nove menores de idade seguiam com elas. Horas depois, os dois veículos foram localizados com as duas mulheres mortas a tiros, assim como dois menores de idade, um menino e uma menina, que também morreram.
 

As outras crianças conseguiram fugir e voltar para casa, uma delas baleada. A comunidade mórmon acionou a polícia para localizar outra menor de idade que teria se escondido em um bosque próximo.
 

Ainda não se sabe a autoria dos crimes. De acordo com informação preliminar das investigações, a maioria das vítimas tem dupla nacionalidade, mexicana e americana. As comunidades mórmons vivem afetadas pela violência ligada ao narcotráfico e são atacadas brutalmente por denunciar grupos criminosos.

 


Comentários
informe o texto a ser procurado
Voltar ao topo